Felicidade

tumblr_lk0pykgOl81qfby71

                 Não é questão de fim, é questão de começo. Um começo pra mim, pros meus sonhos, para as minhas prioridades, que foram deixadas de lado devido à presença de alguns erros. E não, eu não culpo ninguém, de jeito nenhum. A culpa foi toda minha. Não posso responsabilizar ninguém das minhas fraquezas e dos meus fracassos.

                   Fiz uma coisa que hoje vejo que não é certo, na verdade é o maior erro que cometemos, nós seres humanos em grande maioria: Deixar que sua felicidade dependa de outra pessoa, colocar em outra pessoa a responsabilidade de te fazer feliz. Ei, a felicidade é SUA. Você tem que correr atrás dela, até concordo que algumas pessoas nos fazem bem, mas elas não podem e não devem ser as responsáveis pela nossa felicidade, pela nossa alegria talvez, mas a nossa felicidade, só nós mesmos podemos arcar com ela.

                     A discórdia, essa sim outra pessoa pode ser responsável por ela. Ódio, falsidade, mentira, inveja, possessão, infelizmente todas essas coisas ruins vem de outras pessoas, ou de você mesmo, o segredo é manter-se imune a elas. Difícil, eu sei. Ultimamente minha própria alma estava desgostosa comigo, havia me esquecido dela. Mesmo saindo com amigos, família, namorado, alguma coisa não se encaixava, alguma coisa não me deixava estar confortável. Eu estava sempre rodeada de pessoas, sempre com um sorriso no rosto, mas nem sempre estava feliz. Não era um sorriso de mentira, um sorriso falso, mas não era um sorriso 100% feliz, era vazio de alguma coisa.

                    Depois de um longo tempo, refletindo e buscando saber o que estava acontecendo de errado, o que eu estava fazendo que não estivesse ajudando na minha felicidade própria, percebi que eu tinha voltado a minha vida, o meu tempo, às coisas, às pessoas que não eram responsabilidade minha fazê-las felizes. E como eu disse ninguém tem obrigação nem o poder de fazer isso. Mas as pessoas são acostumadas com isso, porque a maioria não sabe que para ser feliz, tem que se dedicar a si próprio e esquecer o mundo do outro um pouco. Não digo excluir ou ignorar, digo no sentido de abrir espaço para deixar que as outras pessoas percebam isso também.  As pessoas quando são acostumadas a esse tipo de tratamento, no momento em que são libertas, porque vejo isso como uma libertação de alma, ficam receosas, inseguras. Com medo de que a atenção até ali dedicada se vá, e realmente parte dela tem que ir, aliás, tem que voltar, a maior parte dela tem que voltar para você.

                  Não é um texto de autoajuda, nem tenho cacife psicológico pra isso, muito menos desespero  mas quando nos cansamos de ver os nossos próprios erros e os erros alheios, dá vontade de dar um basta. Congelar o tempo ou revertê-lo, mas isso é impossível, pelo menos até o momento. Então cuido para que as minhas ações do presente e futuro, sejam melhores e mais sábias que as do meu passado, para que eu cometa muitos erros ainda, mas que eu tire proveito de todas para buscar e cuidar da minha felicidade.

É, da minha. Pois quando se trata de felicidade, cada um cuida da sua. 😀

                   Beijos. 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s