Hoje

       sonho

      Hoje se passou mais um dia, mas foi diferente dos últimos. Hoje eu não chorei, hoje eu não quis que você estivesse comigo.  Na verdade hoje eu fiz exatamente o contrário. Acordei, agradeci a Deus pela oportunidade de vida mais um dia (ou seria um dia a menos como uma amiga querida sempre diz?) e pedi pra Deus afastar de mim tudo que nao estivesse me fazendo bem.

      Lavei o rosto e fui viver.  Estudei,  li, brinquei com cachorros, gatos, conversei com amigos que há muito tempo não via e soube de notícias maravilhosas. Vibrei com alegrias que não eram minhas, mas que me foram informadas de forma tão linda, que acabaram se tornando minhas também.  E passei o dia fazendo coisas que eu sempre amei, mas que já não detinham tanto a minha atenção como antes. E foi um choque quando no fim da noite alguém perguntou por você. Naquela hora percebi que pela primeira vez em dias,  eu não havia pensado em você ou sentido a sua falta. E senti um alívio tão grande em perceber que aos poucos você está sumindo, que eu agora falo de você sem querer chorar ou ficar triste.  Simplesmente digo que não era nossa hora. E não é mentira. Não gosto de colocar culpados em histórias de amor. Nem sempre tem um. No nosso caso, por exemplo,  você não teve culpa. Você teve medo. E eu no momento era e sou corajosa demais para você.

       O seu medo era que eu te provasse que comigo iria ser diferente, que eu jamais te magoaria da forma como você foi magoado antes,  que eu sempre iria fazer de tudo para te fazer bem e feliz. Eu era demais pra você no momento. Longe de mim dizer que você não era e é merecedor disso. Mas infelizmente não soube aproveitar o momento, o apoio, o carinho e o amor que estavam sendo entregues de bandeja para você. No momento em questão eu era o hd mais moderno e você um disquete daqueles antigos. Você não tinha espaço pro meu amor,  ou até tinha mas não quis abrir pra mim. Como disse, não há culpados.  Mas depois de tanto tentar provar algo que não precisava de provas,  eu me dei conta disso, que não havia nem há culpados. São apenas momentos, vontades e objetivos diferentes. E isso é normal. Mas algo me foi dito por você na hora da despedida e agora creio que você tenha razão: “Você é linda, boa, mas não consigo ser o suficiente para você. Agora você merece mais.”

       Muito obrigada por me fazer enxergar isso com ainda mais clareza, obrigada por me provar de novo que eu sou forte e intensa. Aprendi que “não é porque um capítulo  foi ruim que se deve desistir da história inteira”. E pode ter certeza, que de mim e da minha história eu não desisto nunca.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s